Os incensos confeccionados a partir de plantas aromáticas levam diversos benefícios aos ambientes nos quais são acendidos, como a purificação do ar e o afastamento dos maus espíritos, além de promover a harmonia e o equilíbrio das energias. Amplamente utilizados no Brasil, a boa notícia é que esses incensos podem ser feitos de forma artesanal, em casa, com a utilização de matérias primas naturais como a camomila, a sálvia, o alecrim, o sândalo e jasmim, entre diversas outras plantas aromáticas.

Quer saber como fazer incenso artesanal em casa? Confira nesse artigo todas as dicas e informações que temos para você! Veja abaixo o passo a passo:

Dicas para fazer o incenso artesanal em casa

Entre as ervas mais indicadas para fazer incensos, estão o alecrim, alfazema, tomilho hortelã, erva cidreira, sálvia, cedro e pinheiro, que podem ser encontradas, facilmente, em lojas de produtos naturais ou até mesmo na casa de quem cultiva essas plantas. Para a confecção dos incensos, o ideal é que essas ervas sejam colhidas em dias secos e ensolarados, já que quando elas estão úmidas apodrecem com facilidade e ocasionam o surgimento de bolores.

No momento de cortar as plantas, é preciso cortá-las pelos caules e jamais pela raiz, como muitos fazem.

Feito o corte, enrole os ramos de erva com fio de algodão natural. Lembre-se que quanto mais o fio estiver apertado, mais lentamente as ervas irão queimar. Outra dica é que você preste atenção nas folhas das plantas e remova as que estão prejudicadas e doentes, pois essas não devem ser utilizadas.

Confeccionando o incenso natural em 12 passos

1 – O primeiro passo é fazer um nó na ponta do ramo da planta aromática escolhida;
2 – Em seguida, enrole o fio de algodão e dê 2 ou 3 voltas para que fique bem apertado;
3 – Faça outro nó;
4 – Enrole o fio, novamente, até que ele alcance a outra ponta do ramo. Nessa etapa, você pode escolher entre deixar as folhas soltas ou dobradas;
5 – Analise e veja se o fio está apertado o suficiente. Essa dica vale, principalmente, para as folhas finas, já que as folhas grossas não precisam de muito fio;
6 – Vire o ramo da erva/planta e enrole o fio de algodão até que alcance a extremidade pela qual você começou;
7 – Se julgar necessário, repita o procedimento até que o fio esteja bem amarrado;
8 – Pegue os ramos e pendure-os em um lugar escuro e seco, onde haja boa circulação de ar;
9 – Espere algumas semanas e queime somente quando tiver certeza que as plantas estão totalmente secas;
10 – Para queimar o incenso, segure na extremidade pela qual você começou a enrolar o fio de algodão e utilize uma vela ou fósforo para acender;
11 – Coloque o raminho seco em um prato adequado;
12 – Caso você não queira que o incenso natural queime até o final, pressione a ponta que está queimando sobre o prato até apagar. Evite utilizar água para apagar!